Bem estar animal no Manejo pré-abate de Bovinos e a influência na qualidade da carne

Giovana Regina Perin; Cibele Maria Gomes Gallo

  • Giovana Regina Perin
  • Cibele Maria Gomes Gallo
Palavras-chave: Estresse; saúde animal; produto de qualidade.

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo analisar um dos parâmetros fisiológicos do organismo do animal quando submetido a períodos de estresse durante o desembarque e manejo pré-abate até a insensibilização, sendo avaliados através da medição do pH analisada no produto final. O experimento foi realizado no frigorífico de abate de bovinos e suínos, próximo a cidade de Cascavel- PR. Foram analisados 88 animais em três lotes submetidos a condições diferentes de manejo no pré-abate sendo que um dos lotes foi considerado como controle, pois foi submetido às condições ideais de manejo. Todos os lotes eram compostos por ambos os sexos, de raças variadas e com idade de aproximadamente até dois anos. Foi acompanhado o descarregamento e o manejo até a insensibilização, utilizando o checklist como forma de avaliação para o manejo e descarregamento e como teste confirmatório o pH, sendo medido pelo aparelho de phmêtro. Os resultados encontrados neste trabalho demonstram que os procedimentos de manejo pré-abate aplicado nos animais, tiveram alterações no pH final das carcaças avaliadas. Se comparando com alguns itens do checklist dizemos que os mesmos apresentaram influencia, mesmo que os valores obtidos atendam os padrões descritos na literatura.

Publicado
2021-01-18