Produtividade de milho verde em função do manejo da adubação na região do Cariri cearense

Felipe Thomaz da Camara; Hamilton Tavares Gondim; Antônio Marcos Duarte Mota; Francisca Edcarla de Araújo Nicolau; Leonardo Lenin Marques de Brito; Paulo José de Moraes Máximo e Josefa Maria Francieli da Silva

  • Felipe Thomaz da Camara
  • Hamilton Tavares Gondim
  • Antônio Marcos Duarte Mota
  • Francisca Edcarla de Araújo Nicolau
  • Leonardo Lenin Marques de Brito
  • Paulo José de Moraes Máximo
  • Josefa Maria Francieli da Silva
Palavras-chave: Adubação verde; nitrogênio; Zea mays L.

Resumo

A produção de milho verde se destaca na cadeia produtiva da agricultura familiar, contribuindo para geração de emprego em pequenas e médias propriedades. O objetivo foi avaliar o desenvolvimento e a produtividade da cultura do milho verde em sucessão ao feijão caupi, em função da adubação mineral e do uso de adubos verdes na região semiárida do Cariri cearense. O trabalho foi conduzido na área experimental da Universidade Federal do Cariri, no município do Crato/CE, entre julho de 2013 a junho de 2014. O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados em esquema fatorial (6x3), com três repetições. Os tratamentos foram constituídos por seis manejos (Crotalária ochroleuca, Feijão de Porco, Mucuna Preta, Pousio, Sem Cobertura e Queimada) e três níveis de adubação mineral (0; 100 e 200% da dose recomendada). Verificou-se em relação à adubação mineral, que para o tratamento sem adubo (0%), ocorreram os menores valores de produção, sendo que o uso do dobro da dose recomendada (200%) não teve efeito significativo. Os manejos do solo estudados não influenciaram no desenvolvimento e produtividade do milho, provavelmente pelo uso da cultura do feijão caupi anteriormente, o que pode ter reduzido o efeito das culturas para as adubações verde avaliadas.

Publicado
2021-01-18