Desfolha causada pela Spodoptera frugiperda em milho com diferentes biotecnologias

Lucas Grandis de Lima; Eloir José Assmann

  • Lucas Grandis de Lima
  • Eloir José Assmann
Palavras-chave: Escala davis; zea mays; biotecnoligia.

Resumo

O presente trabalho teve como objetivo avaliar os benefícios de diferentes biotecnologias na desfolha do milho Zea mays (L.) causado pela Spodoptera frugiperda quando comparadas às tecnologias TL, HX, PW, PRO3, PRO e VIP3 em sete diferentes genótipos. Este experimento foi conduzido na área experimental da faculdade Assis Gurgacz (FAG) na cidade de Cascavel –Pr com altitude de 781 metros. A metodologia utilizada para avaliação dos danos foi através da Escala Diagramática de Davis e com base nesta escala foram efetuados o controle da praga. Foram avaliados a produção a 13% de umidade, grãos ardidos e eficiência da tecnologia no controle desta praga. O delineamento estatístico foi de blocos ao acaso (DBC) com três repetições. Os resultados deste experimento indicam a melhor eficiência nos híbridos com as biotecnologia VT PRO 3™, VIPTERA® e POWERCORE™. No controle de lagarta do cartucho foi apenas justificável em híbridos TL, PRO, Hx e convencional.

Publicado
2021-01-18
Seção
Artigos