Uso de inoculante Rhizobium tropici e nitrogênio em cobertura na cultura do feijão

Davi Lucas Parizotto; Volmir Sergio Marchioro

  • Davi Lucas Parizotto
  • Volmir Sergio Marchioro
Palavras-chave: Phaseolus vulgaris L; IAPAR 81; inoculante; nitrogênio.

Resumo

O uso de inoculante na cultura do feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.) pode ser importante para suprir as necessidades de nitrogênio pela cultura. O trabalho foi realizado a campo, no município de Renascença - PR. A cultivar utilizada no experimento foi IAPAR 81. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos ao acaso, com cinco repetições, tendo como tratamentos: inoculação de sementes, inoculação de sementes e nitrogênio em cobertura, nitrogênio em cobertura e testemunha. As variáveis obtidas no experimento foram rendimento de grãos, massa de mil grãos, número de plantas por 2 m lineares e número vagens em 2 m lineares. Os resultados obtidos no ensaio foram submetidos à análise de variância e a comparação de médias. O rendimento de grãos foi significativamente superior quando utilizada adubação nitrogenada ou através da inoculação de semente com Rhizobium. A massa de mil grãos e o numero de vagens por área foram as variáveis que contribuíram para os ganhos significativos no rendimento de grãos. A utilização de inoculante Rhizobium tropici na cultura do feijoeiro pode ser uma alternativa de fonte de nitrogênio para a cultura do feijoeiro, dispensando a adubação nitrogenada de cobertura.

Publicado
2021-01-15