Eficiência de sementes agroecológicas de rúcula (Eruca sativa L.) em diferentes tamanhos de bandeja

Gabriel Felipe Vogel; Lais Martinkoski; Cacea Furlan Maggi

  • Gabriel Felipe Vogel
  • Lais Martinkoski
  • Cacea Furlan Maggi
Palavras-chave: Germinação; agricultura ecológica; mudas; massa verde

Resumo

A utilização e produção de sementes agroecológicas se despontam alternativas promissoras a pequenos produtores inseridos no meio de produção orgânico ou agroecológico. Neste contexto, o presente trabalho teve como objetivo avaliar o desempenho de sementes agroecológicas de rúcula associado ao tamanho da bandeja, por meio das características das mudas na ocasião do transplante. As variáveis analisadas foram: porcentagem de emergência, altura da parte aérea, comprimento de raízes, massa verde e massa seca. O experimento foi conduzido em casa de vegetação no Departamento de Agronomia da UNICENTRO. Utilizou-se delineamento inteiramente casualizado com esquema fatorial 2 x 2 com 5 repetições e 16 sementes por parcela, sendo considerada para avaliação 10 plântulas centrais em cada parcela. O primeiro fator foi composto pela origem das sementes (agroecológica e convencional), e o segundo fator composto por dois tipos de bandejas (128 e 200 células). As mudas oriundas de sementes agroecológicas demonstraram um percentual de emergência maior em relação às sementes convencionais. Quanto ao tamanho da bandeja, foi possível verificar que as bandejas de 128 células apresentam-se mais eficazes quando se deseja obter mudas com raízes mais vigorosas. Houve interação entre semente agroecológica e bandeja de 128 células para a variável massa verde, indicando que esta interação pode ser utilizada quando se deseja obter mudas de maior peso fresco.

Publicado
2020-12-16