Pesquisa de parasitas gastrintestinais de ovinos da região oeste do Paraná, Brasil

Debora Fabris Piovezan; Jaqueline Valéria Adamczuk; Laura H. F. B. Bittencourt; Adriano Ramos Cardoso; Vanessa Gomes Silva

  • Debora Fabris Piovezan
  • Jaqueline Valéria Adamczuk
  • Laura H. F. B. Bittencourt
  • Adriano Ramos Cardoso
  • Vanessa Gomes Silva
Palavras-chave: Eimeria; Trichostrongylidae; OPG

Resumo

A ovinocultura é uma atividade explorada nos países tropicais, visando à produção de carne, leite e pele. No estado do Paraná as criações de ovinos e caprinos são realizadas principalmente em pequenas áreas com elevadas taxas de lotação, consequentemente alta contaminação das pastagens por parasitas gastrintestinais, sendo o principal problema sanitário enfrentado pela ovinocultura no Brasil. Avaliar a predominância dos parasitas gastrintestinais em ovinos da região oeste do Paraná, Brasil. Especialmente nematódeos gastrintestinais da família Trichostrongylidae e protozoários do gênero Eimeria. Analisou-se amostras de fezes de 190 animais, pelo método de contagem de ovos e/ou oocistos por grama de fezes (OPG/OOPG) e posteriormente quantificado pelo método simples de porcentagem a prevalência dos parasitas identificados. Para a coletas das amostras se estabeleceu uma média de 10% dos animais por categoria/faixa etária, de cada propriedade que compõe à Associação dos Criadores de Ovinos e Caprinos de Cascavel-Pr. De todas as amostras, 152 (80%) apresentaram resultado positivo para a presença se ovos de parasitas gastrointestinais. Pelo modo quantitativo se obteve ovos de Strongyloides pappilosus. 0,18%, Eimeria spp. 44%, e Estrongilídeos 55,82% foram identificados em 59/190 amostras valores de OPG superior á 800 ovos/g/fezes, sendo o limite considerável em ovinos. Já pelo método qualitativo se constatou a presença de Moniezia, um cestoide em 55/190 amostras positivas. Através da analise dos dados obtidos constatou-se uma elevada incidência de parasitas gastrointestinais em ovinos da região de Cascavel-Pr. Reforçando a necessidade de realizar a vermifugação estratégica adequada nos rebanhos ovinos.

Publicado
2020-12-16