Influência de diferentes fontes lipídicas na larvicultura de jundiá Rhamdia voulezi

Joana Karin Finkler; Odair Diemer; Jakeline Marcela Azambuja de Freitas; Micheli Zaminhan; Aldi Feiden; Wilson Rogério Boscolo

  • Joana Karin Finkler
  • Odair Diemer
  • Jakeline Marcela Azambuja de Freitas
  • Micheli Zaminhan
  • Aldi Feiden
  • Wilson Rogério Boscolo
Palavras-chave: Espécie nativa; nutrição; lipídios.

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos da inclusão de diferentes fontes lipídicas de origem animal e vegetal na dieta para larvas de jundiá Rhamdia voulezi. Foram utilizadas 720 larvas em um delineamento inteiramente ao acaso em 24 aquários de 30 L (volume útil), sendo considerado uma unidade experimental um aquário com 30 larvas. As dietas foram formuladas de forma a serem isoprotéicas e isoenergéticas. Os tratamentos consistiram na inclusão de óleo de soja (OS), óleo de linhaça (OL), óleo de vísceras de aves (OA), OL+ OS, OS + OA e OL + OA nas dietas, respectivamente. Os peixes foram alimentados até a saciedade. Os dados obtidos foram submetidos à análise de variância pelo Anova SAS. As médias de comprimento final (CF), peso final (PF), sobrevivência (SO) e
fator de condição (FC) não diferiram estatisticamente entre os tratamentos (p>0,05). A maior taxa de deposição de gordura na carcaça foi observada nos peixes alimentados com a dieta contendo OL+OA. Concluiu-se que a inclusão de 10% dos OA, OL, OS e suas respectivas misturas não afetaram o desempenho e a SO de larvas de jundiá.

Publicado
2020-12-11