Nitrogênio na cultura do Café Cofeea arábica

Emerson de Lima; Reginaldo Ferreira Santos; Ivan Werncke; Samuel Nelson Melegari de Souza; Doglas Bassegio; Mayara Fabiana da Silva

  • Emerson de Lima
  • Reginaldo Ferreira Santos
  • Ivan Werncke
  • Samuel Nelson Melegari de Souza
  • Doglas Bassegio
  • Mayara Fabiana da Silva
Palavras-chave: Adubação; casa de vegetação; desenvolvimento vegetativo.

Resumo

O Brasil é o principal produtor e o maior exportador de café do mundo. Para manter e elevar à produtividade do cafeeiro a produção de mudas bem desenvolvidas e de qualidade é um fator fundamental que pode comprometer a produtividade da cultura. O nitrogênio (N) é um dos principais elementos que influencia o crescimento inicial das plantas. O trabalho teve como objetivo avaliar o desenvolvimento inicial de plantas de café em função da aplicação de
nitrogênio. O experimento foi realizado em casa de vegetação da Faculdade Assis Gurgacs, Cascavel – PR, com delineamento experimental inteiramente casualizado, em um mini conjunto de lisímetro de drenagem constituído de 20 vasos de plástico, com capacidade volumétrica de 20 dm3 e 38 cm2 de área. A dose utilizada foi de 0g, 1g, 2g, 3g, 4g, 5g, 6g, 7g, 8g e 9g por planta com aplicação semanal de N. As plantas foram influenciadas pela aplicação de N. As respostas das equações polinomiais foram quadrática com as doses de 6 g, 5,1g, 5,1g, 4,7g respectivamente para os pontos de máxima produção biométrica de 16,9 cm, 16,8g, 6,9 g e 3,8, respectivamente para altura de planta, número de folhas, massa fresca e massa seca.

Publicado
2020-12-11