Avaliação da produtividade da soja utilizando-se diferentes culturas de inverno na região oeste do Paraná

Leandro Zatta; Marlon Luciel Frey; João Paulo Primo; Clair Aparecida Viecelli

  • Leandro Zatta
  • Marlon Luciel Frey
  • João Paulo Primo
  • Clair Aparecida Viecelli
Palavras-chave: Fabaceae; adubo verde; Glycine max

Resumo

A soja (Glycine max) é uma planta da família Fabaceae, sendo a planta de maior produção mundial de grãos. O Brasil é o segundo maior produtor desse grão, porém algumas formas de manejo estão degradando os solos, prejudicando essa produtividade, com o caso da sucessão de culturas. Este experimento objetiva avaliar a produtividade de soja, em um sistema de rotação de culturas. O delineamento experimental utilizado foi blocos casualizados, onde utilizou-se de aveia; nabo; nabo+aveia, trigo e testemunha. Após a dessecação desses adubos verdes, realizou-se a semeadura da soja. Avaliou-se quantidade de massa verde, produtividade da soja, e propriedades químicas do solo. Pode-se observar que a quantidade de massa verde produzida pelo nabo foi baixa, devido à baixa ocorrência de chuvas para seu desenvolvimento, prejudicando a ciclagem de nutrientes. Também houve diminuição na quantidade de P e K, porém comprovou-se o efeito do nabo em reciclar K. Não houve diferenças estatísticas na produtividade da soja, devido à alta taxa de decomposição da matéria orgânica, não havendo mineralização da mesma. Portanto um sistema de rotação de culturas ocasiona resultados a longos prazos, sendo necessária sua adição por completo
tornando-se rotinas nas propriedades.

Publicado
2020-12-10