Valor calorífico para composições com biodiesel da gordura de frango e óleo diesel

Marcelo José da Silva; Samuel Nelson Melegari de Souza; Luiz Inácio Chaves; Reginaldo Ferreira Santos; Deonir Secco; Reinaldo Aparecido Bariccatti

  • Marcelo José da Silva
  • Samuel Nelson Melegari de Souza
  • Luiz Inácio Chaves
  • Reginaldo Ferreira Santos
  • Deonir Secco
  • Reinaldo Aparecido Bariccatti
Palavras-chave: Biocombustível; calorímetro; ácidos graxos residuais.

Resumo

O biodiesel é um combustível alternativo de origem renovável utilizado em motores ciclo Diesel. A produção do biodiesel envolve a reação do metanol com ácidos graxos de origem animal ou vegetal. A produção de biodiesel da gordura de frango pode ser muito atrativa em regiões com alta produção de aves, como nas Regiões Oeste do Paraná e Oeste de Santa Catarina. O objetivo deste trabalho foi obter o poder calorífico inferior das composições entre biodiesel e óleo Diesel: 100% óleo Diesel (B0), 20% biodiesel (B20), 40% biodiesel (B40), 60% biodiesel (B60), 80% biodiesel (B80), 100% biodiesel (B100). O biodiesel utilizado foi adquirido em uma unidade produtora localizada no Centro de Desenvolvimento e Difusão de tecnologias da Faculdade Assis Gurgacz, Cascavel/ PR. A capacidade nominal de produção da unidade é de 900 litros por turno de 8 horas. O modelo do calorímetro utilizado foi o E2K. O poder calorífico inferior na composição B100 foi 35,388 MJ kg-1 e para o óleo Diesel foi 41,299 MJ kg-1. Com o levantamento do valor calórico das seis composições de óleo Diesel e biodiesel verificou-se uma função linear decrescente do valor calórico à medida que foi aumentada a proporção do biodiesel da gordura de frango no combustível.

Publicado
2020-12-10