Qualidade de mudas de tomateiro com aplicação de biofertilizantes

Ewerton Gasparetto da Silva; Areta da Silva Medeiros; William Hiroshi Suekane Takata; Roberto Andreani-Junior; Dora Inés Kozusny-Andreani; Fabricio Barbosa de Lima

  • Ewerton Gasparetto da Silva
  • Areta da Silva Medeiros
  • William Hiroshi Suekane Takata
  • Roberto Andreani-Junior
  • Dora Inés Kozusny-Andreani
  • Fabricio Barbosa de Lima
Palavras-chave: Lycopersicum esculentum; desenvolvimento; massa fresca.

Resumo

O tomateiro é uma das hortaliças mais produzidas no Brasil e seu cultivo possui alto nível tecnológico e grande demanda por defensivos agrícolas, encarecendo desta forma o seu custo de produção. A utilização de fontes alternativas para controle de pragas e fornecimento de nutrientes as plantas tem ganhando grande importância devido às questões ambientais e trabalhistas, neste sentido estudou-se a aplicação de dois biofertilizantes na produção de mudas de tomateiro. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado contendo quatro tratamentos e cinco repetições. Os tratamentos foram T1: Testemunha, T2: Biofertilizante 1 via solo, T3: Biofertilizante 1 via foliar e T4: Biofertilizante 2 via foliar. Foi avaliada a altura das plantas, comprimento de raiz, número de folhas e massa fresca das plantas. Observou-se que em todas as variáveis estudadas o uso de Microgeo® via solo obteve os melhores resultados.

Publicado
2020-12-09