Análise de silício no solo determinada com extratores utilizados na análise de fósforo

Antonio Nolla; Gaspar Henrique Korndörfer; Ernane Miranda Lemes; Tiago Roque Benetoli da Silva

  • Antonio Nolla
  • Gaspar Henrique Korndörfer
  • Ernane Miranda Lemes
  • Tiago Roque Benetoli da Silva
Palavras-chave: Extração de silício; mehlich; resina; cloreto de cálcio.

Resumo

Vários métodos de extração têm sido testados para a determinação de silício no solo. Os métodos mais empregados nas determinações do silício baseiam-se principalmente na determinação colorimétrica. Na extração do fósforo disponível, utiliza-se de ácidos fracos ou a resina trocadora de íons e a colorimetria para efetuar a determinação do fósforo em solução, em um comprimento de onda semelhante à determinação de silício (660 nm). Assim, faz-se necessário testar métodos mais eficientes na análise de Si no solo, na planta e nos fertilizantes. O objetivo do trabalho foi avaliar a viabilidade da extração de silício por extratores utilizados na determinação de fósforo. O trabalho foi realizado na Universidade Federal de Uberlândia, no instituto de Ciências Agrárias. Para a montagem do ensaio, foram utilizadas doze amostras de diferentes solos provenientes do triângulo mineiro. A extração de silício no solo foi efetuada por Mehlich 1 e Resina e cloreto de cálcio, e a determinação do silício no solo por colorimetria. A estimativa da concentração de silício no solo não se mostrou viável com a utilização dos extratores resina ou duplo ácido.

Publicado
2020-12-08