Sustentabilidade ambiental na microbacia Sanga Guabiroba no município de ova Santa Rosa - Paraná

Laline Broetto; Nardel Luiz Soares da Silva; Pedro Celso Soares da Silva; Armin Feiden

  • Laline Broetto
  • Nardel Luiz Soares da Silva
  • Pedro Celso Soares da Silva
  • Armin Feiden
Palavras-chave: Reserva legal; unidades de produção; gestão ambienta e territorial.

Resumo

Com o objetivo de diagnosticar os indicadores de sustentabilidade ambiental, bem como, propor ações de gestão voltadas para a sustentabilidade da microbacia hidrográfica Sanga Guabiroba no município de Nova Santa Rosa, Região Oeste do Paraná, selecionou-se indicadores ambientais considerados significativos na dinâmica interna das propriedades. Foram analisadas 115 propriedades quanto a classificaçao do solo através da metodologia das classes de risco ambiental; análise da situação da água nas propriedades quanto a qualidade, quantidade e distribuição; quantificação das áreas de preservação permanentes e reserva legal e a correlação do bem-estar humano e animal nas unidades de produção. Quanto aos critérios e indicadores, selecionados para a determinação dos índices, estes foram abrangentes e significativos para o diagnóstico, e os pesos atribuídos mostraram-se coerentes. O indicador reserva legal obteve o índice mais baixo, sendo classificado com insustentável. O índice de sustentabilidade ambiental da microbacia classifica-se como tendendo a sustentabilidade. O
trabaho deve então contribuir na definição das estratégias para reorganização geoambiental do Município de Nova Santa Rosa – Paraná, servindo como um instrumento de tomada de decisão no planejamento e na gestão ambiental e territorial.

Publicado
2020-12-08