Características estruturais e produtivas da aveia preta Comum em cinco idades de rebrota na região Oeste do Paraná

Deise Dalazen Castagnara; Ana Cláudia Rádis; Leiliane Cristine de Souza; Fernando Henrique de Souza; Marcela Abbado Neres; Eduardo Eustáquio Mesquita

  • Deise Dalazen Castagnara
  • Ana Cláudia Rádis
  • Leiliane Cristine de Souza
  • Fernando Henrique de Souza
  • Marcela Abbado Neres
  • Eduardo Eustáquio Mesquita
Palavras-chave: Avena strigosa; matéria seca; relação folha: colmo.

Resumo

O estudo teve por objetivo estudar as características estruturais e produtivas da aveia preta em diferentes idades de rebrota. O experimento foi implantado e conduzido em condições de campo sob o delineamento estatístico em blocos casualizados, com cinco idades de rebrota (7, 14, 21, 28 e 35 dias após o corte de uniformização) e quatro repetições. A aveia foi semeada mecanicamente, utilizando-se 80 kg ha-1 de sementes, e aos 50 dias após a semeadura foi efetuado corte de uniformização. As avaliações tiveram início no 7º dia após o corte de uniformização e se repetiram a cada sete dias. As idades de rebrota apresentaram
efeitos significativos sobre todas as características estudadas, com aumento linear para a altura de plantas, peso médio de perfilhos, peso de plantas, produção de matéria seca total, produção de matéria seca de colmos e proporção de colmos na forragem. A relação folha:colmo e proporção de folhas na forragem decresceram linearmente, enquanto a densidade de perfilhos a produção de matéria seca de folhas apresentaram comportamento quadrático ao longo das idades de rebrota. Em pastagens de aveia preta Comum o pastejo ou corte para produção de feno deve ser realizado com idade de rebrota entre 21 e 28 dias.

Publicado
2020-12-08