Citocinina no crescimento e desenvolvimento vegetativo de mudas por estacas de raízes de amoreira-preta

João Paulo Tadeu Dias; Jaime Duarte Filho; Elizabeth Orika Ono

  • João Paulo Tadeu Dias
  • Jaime Duarte Filho
  • Elizabeth Orika Ono
Palavras-chave: Rubus spp.; propagação vegetativa; mudas; regulador vegetal; BAP.

Resumo

Este trabalho teve por objetivo verificar o efeito da citocinina no crescimento e desenvolvimento vegetativo de mudas provenientes de estacas de raízes de amoreira (Rubus spp.). O experimento foi conduzido de Junho à Setembro de 2009 na FCA, UNESP de Botucatu – SP, sendo o delineamento inteiramente casualizado, com cinco concentrações da citocinina, 6-benziloaminopurina (BAP), e quatro repetições, sendo a parcela constituída por uma bandeja com 15 estacas radiciais. Após 70 dias foram avaliadas: a emergência de brotos por semana, número de estacas brotadas, número de brotos totais por parcela, número de folhas por parcela, comprimento da haste principal, peso fresco da parte aérea, número de raízes por parcela, comprimento da maior raiz e porcentagem de sobrevivência. Houve início da emergência das brotações em aproximadamente 30 dias após o plantio. Ocorreu inibição do desenvolvimento vegetativo das mudas proporcionalmente à adição de BAP, sendo os melhores resultados alcançados sem a aplicação do regulador vegetal.

Publicado
2020-12-08